segunda-feira, 12 de julho de 2010

Relato.

Os valores hoje não tem valor algum, andam trocando integridade por cédulas bancarias. Bendito seja o egocentrismo humano que vem destruindo tudo. O céu nem é tão azul, não no meu ver...no meu ponto de vista o céu mesmo que sem nuvem alguma, hoje tem tons de cinza... assim como a alma corrompida dessa sociedade mesquinha, que não vê nos olhos de meninos abandonados as gelidas noites de tormento, o frigido horror matinal...Mas conseguem ver em uma vitrine o luxo desatinado... O medo, o medo é acolhedor. Quando o frio vem e não se tem com o que cobrir o corpo, o medo se encaixa em um abraço perfeitoo. Onde esta a decência das pessoas? Perdida talvez dentre tantos valores imorais. O que esta no fim não é o mundo, oque esta a ser extinto é a capacidade do homem de amar algo além de seus básicos princípios superficiais.

Um comentário:

  1. Você como sempre sabendo usar seu belo vocabulário né? ta de parabens e que nesse blog você mostre o grande talento que você tem.

    ResponderExcluir